OMVC - Organização Multidisciplinar de Capacitação e Voluntariado

Ele era impossível

LF, 11 anos, é atendido pelos programas da OMCV desde os 8 anos de idade. No início do atendimento ele apresentava um comportamento muito agressivo e limitações no convívio social com os colegas, além de várias dificuldades disciplinares e cognitivas. Na escola, o aluno era considerado “impossível”, muito difícil de lidar, com sérias dificuldades de aprendizagem e baixo desempenho escolar.

Em meados de 2013, apresentando indicadores de potencial de aprendizagem muito baixos, o aluno, por motivos familiares, saiu do projeto em que era atendido, o CCEE, durante um semestre.  Após uma série de intervenções do Programa Imago Dei (programa de assistência social e fortalecimento dos laços familiares da OMCV) junto à família, o educando retornou às atividades e começou a apresentar uma gradativa e crescente melhora.

Ao final de 2014 a OMCV aplicou um questionário de monitoramento na escola onde o aluno é matriculado para saber se as melhoras percebidas causaram algum tipo de impacto em seu desempenho escolar. Segundo relato da direto da escola, LF apresentou uma melhora visível no comportamento e na disciplina.  Além disso, de acordo com informações obtidas da Prof.ª Fátima Pacheco, LF apresenta hoje habilidades com números e cálculos, e também de leitura e interpretação, adequadas.  No último ano de atendimento da OMCV, o aluno melhorou visivelmente sua autonomia, participação e raciocínio lógico. Hoje LF já apresenta um desempenho escolar bem melhor em disciplinas como matemática, português, ciências, geografia e educação física.

O depoimento de Igor Miguel, pedagogo da OMCV que desenvolve o Programa Aprender a Aprender, cujo foco é o desenvolvimento cognitivo, revela esse desenvolvimento. “O aluno LF, atendido por mim há 3 anos, realizava atividades de natureza cognitiva de forma impulsiva e apresentava um comportamento negativo diante de dificuldades. Atualmente, no entanto, o aluno é incrivelmente autônomo e realiza atividades complexas com excelente eficiência.”

Ou seja, o caso de LF é um exemplo de como a articulação multidisciplinar da OMCV pode ampliar a capacidade de crianças e adolescentes socialmente vulneráveis tratando daquelas limitações que o impedem de se inserir adequadamente na vida social, emocional, intelectual e cultural. Um exemplo de que estamos no caminho certo, e que ainda podemos fazer muito. Você é nosso convidado para essa trabalhosa, mas extremamente gratificante empreitada.